DEUS, SIM.
EVOLUÇÃO, SIM.
CRIACIONISMO, NÃO
DARWINISMO, NÃO.
SELEÇÃO NATURAL, NÃO.



O Darwinismo é uma teoria totalmente completa e correta ?
O Criacionismo é uma teoria totalmente completa e correta ?
Os questionamentos são importantes. Para mim, nem Criacionismo nem Darwinismo.
Seus alicerces teóricos são fracos, assim também como as evidências experimentais que os apóiam.
Todas as duas teorias, apenas correspondem parte da realidade.
No Darwinismo, a seleção é natural, é por acaso, é aleatória, é cega, é randômica.
No Criacionismo, tudo foi criado de uma vez só, em seis dias e no sétimo Deus descansou.
Existem incoerências nas duas teorias, a seleção natural está sendo questionada.
A genética nos mostra que os seres vivos não foram feitos de uma só fez.
Evolução e Expansão são os ritmos que comandam a criação.
As Ciências Integrais e a Espiritualidade Integral nos dão novas percepções onde a relação Mente e corpo existe em todos os sistemas vivos.
A vida é um processo. A vida é um processo psicobiofísicoquímico natural onde a Mente é Espiritual, a Consciência é Espiritual e o Corpo Almático vivente é Material.
Como podem surgir mutações benéficas e cada vez mais complexas ?
As mutações são ainda uma caixa preta em relação ao processo evolucionário. A base e a origem das mutações eram virtualmente desconhecidas.
Hoje sabemos que a seleção natural está sendo posta de lado. A seleção é dirigida pelo “Eu Mente Consciente” existente em cada sistema vivo. É importante lembrar que a consciência celular é que dirige o comportamento da célula.
Evolução tem tudo a ver com consciência.
“Vida é Consciência” e “Consciência é Vida”.
Consciência tem tudo a ver com Mente. A Mente e a Consciência são espirituais, são extrafísicas, primárias e não localizadas.
A matéria densa é secundária. O corpo almático vivente é secundário. O cérebro é secundário.
A Consciência não é um epifenômeno do cérebro.
A Mente não é um epifenômeno do cérebro.
A Mente não é uma ilusão. Ela é real.
Em muitos animais e em todos os seres humanos a relação é Mente/Cérebro.
A Mente é primária e o Cérebro é secundário.
A Consciência é primária e o Cérebro é secundário.
A Mente Consciente já existe em todos os sistemas vivos. O Cérebro só evoluiu nos animais.
É importante entender que a mutação por seleção natural é incapaz de explicar os estágios incipientes de estruturas úteis, de estruturas benéficas ao desenvolvimento.
Nos níveis mais primevos da biologia, já existe um relacionamento psicobiofísicoquímico muito complexo. Um mundo muito complexo já existe nos procariotos que muda radicalmente os fundamentos sobre os quais a polêmica darwinista deve ser discutida. Os biofótons e a bioquímica estão completamente interligados. Os campos de torção biológicos existem.
A seleção natural tem pouco a dizer sobre os numerosos fenômenos nas formas inorgânicas e orgânicas.
A seleção natural deve ser posta de lado. A seleção é dirigida. São as “Mentes Conscientes” que regem os sistemas vivos.
As espécies não têm limites definidos, os procariotos não tiveram limites definidos. Evoluíram, transformaram-se, adaptaram-se e expandiram.
É incrível e irônico, que em nome da defesa da Ciência, uma crítica científica incisiva da seleção natural tenha sido posta de lado apenas com medo de fornecer munição aos criacionistas.
Para mim nem Darwinismo, nem Criacionismo. A teoria que adotamos está vinculada as Ciências Integrais e a Espiritualidade Integral. Acreditamos no Espírito e na Matéria. Na Mente e no Corpo. Nossa teoria não é somente Materialista e sim Espiritual e Material de forma Integrativa.
A seleção natural, aleatória, de forma acidental não pode mostrar mudanças rápidas. As mudanças nos parecem ser rápidas e dirigidas pela “Mente Consciente” e não por acaso.
Os genes não ligam e desligam sozinhos. Alguém está no controle.
Não acredito que seja o corpo.
Não acredito que seja a matéria.
Acredito sim na Mente Consciente dos sistemas vivos. O “Eu Mente” é o “Eu Espírito”.
A Mente é extrafísica e não localizada e o corpo é físico e localizado.
Todos os sistemas vivos têm percepção, sensação e Mente inclusive os procariotos.
A relação Mente/Corpo existe em todos os sistemas vivos, que realizam autopoiese, autocriação.
Todos os sistemas vivos são cocriadores.
A Mente Consciente é primária e o corpo é secundário.
A aleatoriedade não pode conduzir a evolução de consciência nos sistemas vivos.
A transformação e adaptação da matéria densa por mutações genéticas não são por acaso e sim dirigidas.
Deus, sim; Evolução, sim; Criacionismo, não; Darwinismo, não; Seleção Natural, não.
O Darwinismo não é uma teoria totalmente correta e completa. Ela é uma teoria puramente materialista. Ela não aborda a consciência.
Os cientistas materialistas, assim como a maioria das pessoas, baseiam a maior parte de suas opiniões na palavra de outras pessoas.
Na verdade, não somos acostumados a questionar, a observar de forma mais profunda as outras formas de vida.
Observamos melhor a vida humana, a vida dos animais e das plantas e esquecemos o microcosmo. Por isso somos organocêntricos, antropocêntricos, egocêntricos e preconceituosos.
Agimos geralmente baseado em pronunciamentos de autoridades científicas e ficamos com receio ou medo de ter novas percepções diferentes, mesmo que sejam mais integrais.
Muitos cientistas materialistas ficam com receio de serem chamados de lunáticos ou sofrerem preconceitos.
Somente os que têm coragem questionam.
Somente os que têm novas percepções questionam.
Somente os que não têm medo e trabalham no amor em busca da verdade questionam.
Devemos praticar a integração transformista. Temos que nos conscientizar em acabar com o canibalismo psíquico do mundo em que vivemos. Aquele que bloqueia que silencia e que exclui. O canibalismo não foi extinto ainda na atualidade, apenas assumiu outras formas. Alguns anulam os seus pares em nome dos seus dogmas, crenças espirituais, religião, ideologia, raça, nação ou teoria científica.
É importante decifrar os códigos de inteligência.
Não somos separados e sim interligados, interconectados e interdependentes.
Somos todos seres de luz.
Somos todos seres de biofotônicos.
Somos todos seres eletromagnéticos.
Somos todos sistemas com unidades bioquímicas, das bactérias aos seres humanos, totalmente interdependentes.
Os procariotos são os seres mais sociais que temos conhecimento e mais inventivos também, além de viverem em verdadeira servidão simbiótica em todas as suas proles, isto é, organismos eucarióticos unicelulares e multicelulares, onde nós nos incluímos. Eles foram os primeiros seres vivos a evoluir em consciência, além de transformar-se e adaptar-se na matéria densa por mutações genéticas no meio ambiente hostil.
Além disso, foram os últimos seres estudados por nós de forma mais detalhada e profunda. Estamos longe de conhecê-los totalmente. Deve ser lindo estudar a sua “Mente”, seu “Psique”, o seu “Espírito”, a sua “Consciência”, através de seu comportamento.


Muita Paz e Luz.
Um beijo no coração de todos.
José Eduardo Antonio de Mattos
Angela Maria de Aquino Mattos